Brasil - Terça, 17 Janeiro 2017

Cassini - Espaçonave Descobre que pode Haver um Oceano Abaixo da Crosta de Titan

traduzido por Luis Gabriel

20 MAR 2008 - A espaçonave da NASA Cassini encontrou evidências que apontam para a existência de um oceano subterrâneo de água e amônia na lua de Saturno Titan. A descoberta, feita usando medidas de radar da rotação de Titan, aparecerá na edição de 21 MAR 2008 do jornal Science.

"Com suas dunas orgânicas, lagos, canais e montanhastem uma das superfícies mais variada, ativa e parecida com a Terra no nosso sistema solar," disse Ralph Lorenz, autor principal e cientista de radar da Cassini no Laboratório de Física Aplicada John Hopkins em Laurel, "Agora podemos ver mudanças à medida que Titan gira, dando a nós uma janela ao interior de Titan abaixo da superfície.

 

Membros da equipe científica da missão usaram o Radar de Abertura Sintética da Cassini para coletar dados durante 19 passagens separadas sobre Titan entre outubro de 2005 e Maio de 2007. O radar pode ver através da neblina atmosférica rica em metano, detalhando estruturas de superfície nunca vistas antes e determinando suas localizações na superfície da lua.

 

Usando dados radar de observações anteriores, os cientistas e os engenheiros de radar determinaram a localização de 50 pontos de referência na superfície de Titan. Eles buscaram pelos mesmos lagos, canyons e montanhas no conjunto de dados retornados pela Cassini em seus últimos sobrevôos em Titan. Eles encontraram estruturas proeminentes na superfície que mudaram da posição conhecida em até 30 km (19 milhas). Um movimento sistemático das estruturas de superfície seria difícil de responder, a menos que que a crosta congelada estivese separada do seu núcleo por um oceno interno, o que tornaria mais fácil para a crosta se mover.

 

"Acreditamos que cerca de 100 quilômetros (62 milhas) abaixo da superfície rica em gelo e compostos orgânicos há um oceano interno de água líquida misturada com a Amônia, "Disse Brian Stiles do Laboratório de Propulsão a Jato em Pasadena, Califórnia. Stiles também contribuiu para o texto que será publicado na Science.

 

O estudo de Titan é um dos objetivos principais da missão Cassini-Huygens já que ela pode preservar, congelado, muitos dos compstos químicos que antecederam a vida na Terra. Titan é a única lua no sistema solar que possui uma atmosfera densa. A atmosfera da lua é 1,5 mais densa que a da Terra,. Titan é a maior lua de Saturno, maior que o planeta Mercúrio.

 

 "A combinação de um ambiente rico em moléculas orgânicas e água líquida é muito tentador para os astrobiologistas," Disse Lorenz. "Estudos mais profundos da rotação de Titan fará com que entendamos melhor o interior aquoso, e devido ao movimento da crosta e os ventos na atmosfera.estarem relacionados, nós poderemos ver variações sazonais na rotação nos próximos anos."

 

Os cientistas da Cassini não precisarão aguardar muito antes do próximo sobrevôo em Titan. Em 25 MAR, pouco antes da sua maior aproximação numa altitude de 1.000 quilômetros (620 milhas),  a  Cassini  irá empregar seu Espectrômetro de Massa Neutra e íons para examinar a camada superior da atmosfera de Titan. Imediatamente após a maior aproximação, o Espectrômetro de Mapeamento Visual e Infravermelho irá capturar Imagens de alta resoulução do quadrante sudeste de Titan.


Texto traduzido do site 
http://www.nasa.gov/mission_pages/cassini/media/cassini-20080320.html

 

Anúncios





Notícias
Direitos Reservados | Astronomia na Web 1996-2017